fbpx

Suspensão e Amortecedor

O sistema de suspensão é um conjunto de componentes que atua em tempo integral ligando o chassi às rodas e garantindo que as rodas do veículo sempre estejam em contato com o solo, que os impactos sofridos pela roda sejam absorvidos, que os ocupantes do carro tenham conforto ao rodar por diversas estradas e que haja estabilidade nas curvas. Apesar de existirem vários tipos de sistema de suspensão, há componentes comuns entre eles, variando a     forma das peças e a quantidade envolvida no projeto. Veja a seguir as peças de suspensão que equipam o seu carro:

Pneu
Sim, indiretamente os pneus fazem parte do sistema de suspensão. Considerando o conceito geral de suspensão, que é manter as rodas em contato com o solo e dar conforto aos passageiros, é importante pensar nas condições do pneu. Dependendo do seu perfil, ele pode deixar o carro mais macio ou mais duro, além de interferir diretamente na condução e estabilidade do veículo. O pneu é constituído principalmente de borracha e parte de sua função é absorver os impactos do solo, ajudando no trabalho dos amortecedores e das molas.

Amortecedor
O amortecedor é um dos principais componentes da suspensão. Desenvolvido nos anos 30, tem o objetivo    de atuar em conjunto com as molas para absorver os impactos recebidos pelo veículo ao trafegar pelas ruas. A ação do amortecedor é diminuir o tempo de oscilação da mola, controlando seu movimento. Sem ele, o    carro ficaria oscilando continuamente enquanto estivesse em circulação. Por isso, manter as boas condições desse componente é fundamental para o conforto no veículo. Fique atento aos sinais de desgaste do amortecedor.

Mola
Na suspensão, a mola pode ser de dois tipos: feixe de mola ou helicoidal. Ela é feita de aço e é muito flexível. Sua função, assim como o amortecedor, é absorver as irregularidades do solo e proporcionar conforto. Além disso, as molas têm outra função: a de sustentar o peso do veículo e manter a carroceria   distante das rodas, para que os pneus não raspem na caixa de roda.

Braço oscilante
Algumas peças possuem diferentes nomes dependendo da região do país — o braço oscilante, por exemplo, também pode ser chamado de bandeja da suspensão. Ele é responsável por ligar a coluna (onde se encontram o amortecedor, a mola e outras peças) ao chassi do veículo. Ele é o ponto de apoio inferior para   a suspensão executar seu movimento oscilatório de subida e descida.

Buchas de borracha
As buchas são responsáveis por impedir o atrito de ferro com ferro. Além disso, elas permitem que o braço oscilante realize seu movimento sem gerar ruído. Por ser um componente de borracha, é comum o seu  desgaste, principalmente se o motor tiver algum vazamento de óleo que passe por elas.

Pivô
O pivô, que também é conhecido pelo nome de junta esférica, é responsável por fazer com que a coluna da suspensão gire em seu próprio eixo, permitindo que a caixa de direção empurre as rodas e execute as manobras de direção. O defeito mais comum do pivô é a folga, que pode ser identificada no alinhamento. Nesse caso, é preciso     realizar a substituição, pois um pivô com folga não deixa o carro segurar o alinhamento por muito tempo.

Coxim
O coxim do amortecedor é uma peça de metal revestida por uma borracha. Sua função é fixar o amortecedor no monobloco. É ele que recebe os impactos do amortecedor, além de permitir que a coluna da suspensão rotacione com o movimento do volante. Por ser envolvido em borracha, o coxim passa por desgastes e pode produzir barulhos ao passar em buracos.

Barra estabilizadora
A barra estabilizadora liga as duas colunas de suspensão, permitindo uma maior estabilidade ao carro, além de transferir igualmente a força entre as rodas. Essa barra é fixada na carroceria com o auxílio de buchas e as colunas são ligadas a ela por meio de bieletas.

Preencha os dados abaixo e agende sua visita em uma da nossas lojas.

Contato Via LigaçãoContato Via WhatsApp